Regina e Arquimedes assinam ao lado do Governador ordem de serviço que vai garantir água para Itaíba e Buíque

  Na manhã desta quinta-feira (05), as populações de Itaíba e de Buíque receberam da prefeita Regina Cunha (Sem partido) e do prefeito Arquimedes Valença, respectivamente, a notícia da assinatura da Ordem de Serviços para a perfuração de uma bateria de poços tubulares, dos quais quatro já foram perfurados, para a extração da água a partir do Aquífero Tacaratu, que fica situado na Bacia Sedimentar de Jatobá, no município de Ibimirim. A água retirada desses poços irá, através da tubulação de uma nova adutora que será construída, por fim a crise de abastecimento de água em Itaíba, Buíque e outras cinco cidades.

A expectativa é que os poços respondam pela produção de 200 litros de água, por segundo, volume que será destinado para abastecer 215 mil pessoas nas cidades de Itaíba, Buíque, Venturosa, Pedra, Tupanatinga, Águas Belas e Iati. 

Além da prefeita Regina Cunha e do prefeito de Buíque, Arquimedes Valença, os demais prefeitos das cidades beneficiadas também assinaram a ordem de serviço ao lado do governador Paulo Câmara e da vice-governadora Luciana Santos.

Em sua rede social, Regina saudou a autorização da obra e disse que será a realização de um sonho para o povo de Itaíba. “Em nome do povo de Itaíba agradecemos ao governador pela atenção para com nossa terra e nossa gente. Vamos em frente, porque ainda tem muito mais trabalho”, afirmou.

Para o prefeito Arquimedes Valença, a obra “a garantia da segurança hídrica para o atendimento da população buiquense que sofre com a dificuldade na oferta de água na cidades, distritos, devido a constante estiagem. É um sonho de nosso povo e um pleito nosso que o governador chega agora para atender e dar essa boa nova ao nosso povo”, disse.

A obra está prevista para ser concluída em maio de 2020 e recebe o investimento de R$ 54 milhões, recursos do Ministério da Integração Regional. Além da perfuração dos poços, a obra ainda contempla a implantação de cerca de 60 quilômetros de adutoras, com diâmetros que variam entre 100 e 500 milímetros, seis estações elevatórias e dois stand-pipes – espécie de reservatório elevado que possibilita transportar a água por gravidade. A adutora terá a função de interligar o Sistema Adutor dos Poços de Tupanatinga à Adutora do Agreste, sendo o ponto de interligação no município de Tupanatinga.
Tecnologia do Blogger.