Covid-19: Pernambuco zera fila de pacientes para UTI diz Governador

Covid-19: Pernambuco chega a 1.489 novos leitos
Após atingir pico de 300 pacientes suspeitos da Covid-19 aguardando, temporariamente, vaga de UTI no mês de maio, a rede pública de saúde de Pernambuco conseguiu zerar, neste domingo (07.06), a fila por um leito de terapia intensiva voltado para Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Neste momento, de acordo com dados da Central de Regulação de Leitos, que é responsável pelo encaminhamento de pacientes aos estabelecimentos de saúde vinculados ao SUS, as solicitações ativas de pacientes com a doença têm disponibilização imediata de leito, já que a oferta é maior que a demanda.
“É importante destacar que Pernambuco, por já possuir uma rede de saúde robusta e com uma condição de suporte respiratório diferenciado, conseguiu garantir a assistência a todos os pacientes, mesmo enquanto esperavam momentaneamente por um vaga de terapia intensiva. Todas as nossas salas vermelhas das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e das emergências hospitalares contam com suporte de oxigênio e respiradores, que inclusive foi reforçada durante os preparativos da rede para enfrentar a pandemia”, ressalta o secretário André Longo. Estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta o Estado como o oitavo mais bem equipado de respiradores pulmonares do país, mesmo antes da pandemia, com uma taxa de 28,6 respiradores por 100 mil habitantes – a melhor proporção entre os Estados do Norte e Nordeste.
Para alcançar a marca de zerar a fila de UTI, o Governo do Estado e a Prefeitura do Recife realizaram, ao longo dos últimos meses, o maior esforço de abertura de leitos da história da Saúde Pública de Pernambuco. Além disso, durante o período de quarentena mais rígida, entre 16 e 31 de maio, o Estado e a capital alcançaram os maiores níveis de isolamento social do país.

Tecnologia do Blogger.