Governo prorroga por mais dois meses auxilio emergencial com 50% de corte no valor

 (Foto: Marcello CasalJr/Agência Brasil)
O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil gastou quase R$ 1 trilhão no combate ao coronavírus desde março. A fala foi feita na 34ª reunião do conselho de governo, com o presidente da República, Jair Bolsonaro, o vice, Hamilton Mourão, e os demais chefes de pasta.
Guedes afirmou, ainda, que o governo deve liberar mais valores, além das parcelas R$ 300 do auxílio emergencial, que Guedes chamou de “uma aterrissagem”, e que, segundo ele, vai culminar na unificação de vários programas sociais e o lançamento do Renda Brasil, uma repaginação do Bolsa Família. 
Guedes começou a fala fazendo uma explanação do que o governo já gastou com o combate à pandemia. Destacou que, junto ao Congresso, o governo conseguiu, inicialmente R$ 5 bilhões, que estavam destinados à polêmica emenda de relator que aumentava o controle do Congresso sobre a verba do Executivo, e que, na sequência, conseguiu outros R$ 200 bi em redução de compulsório com o Banco Central.
A medida aumenta a liquidez do sistema financeiro nacional. “Ali começou uma grande escalada. A Caixa Econômica anunciou uma linha de crédito de R$ 100 bi, o BNDES, de R$ 50 bi. São São R$ 350 bi nas primeiras semanas”, afirmou. 
 Fonte: DP

Tecnologia do Blogger.