Instituto Naipe's Comunicação e Marketing tem duas pesquisas eleitorais suspensas pela Justiça para não serem divulgadas, uma em Santa Cruz do Capibaribe e outra em Parnamirim no sertão do estado


 Enquanto os olhos da Justiça eleitoral  estão voltados  para o combate á fraudes em pesquisas eleitorais,  ao que tudo indica  que, o Ministério Publico  continua de olho nas pesquisas que estão  sendo realizadas em algumas cidades do interior Pernambucano, isso porque alguns institutos não estão divulgando de forma técnica os resultados corretos obtidos em seus  levantamentos  o que muito tem contribuído para que as coligações que estão se sentido prejudicadas entre com liminar na justiça  para suspensão da divulgação das  mesmas  pesquisas.

Em Santa Cruz do Capibaribe no agreste do estado, de acordo com o Blog  Polo + Muito Mais Noticia, uma segunda pesquisa eleitoral  feito pela  Naipe’s Comunicação e Marketing que deveria ser divulgada nas primeiras horas da  ultima sexta-feira, 27 de Novembro acabou sendo suspensa pelo Juiz  Moacir  Ribeiro  da Silva  Junior após acatar um pedido de tutela provisória  de urgência, determinando “adequações “no levantamento do Instituto Naipe’s.

Ainda segundas informações  publicadas no Blog Polo Mais, o candidato  Fabio Aragão  ainda apresentou uma queixa crime contra  Jamerson Edias de Melo, representante da Naipe’s  por vazamento e Troca de áudio

Enquanto isso  já na cidade de Parnamirim no sertão central do estado, conforme publicação  no Blog da Revista Total e  o Blog de Silva Lima , outra pesquisa  feita pela Naipe’s que estava programada para ser divulgada na ultima quarta-feira 12 de Outubro passado teve sua divulgação suspensa pela Justiça, isso porque; de acordo com o alegado pelo Coligação a Força do Povo, na pesquisa tem requisitos, que não deveria ter, como uma possível, candidatura majoritária do atual prefeito Tácio Pontes, também deveria ter sido feita em algumas localidades, pré-determinadas, o que não ocorreu, induzindo aos eleitores ao erro e desta forma, o resultado, não condiz com a realidade.

Essa não é a primeira vez este ano, que a empresa NAIPE’S ASSESSORIA E CONSULTORIA EM MARKETING LTDA, teve seus trabalhos de pesquisa, problemas com a Justiça Eleitoral, a pouco mais de 15 (quinze) dias foi o caso da pesquisa, ou melhor dizendo das pesquisa (PE 06375/2020 – PE 02475/2020 – PE 09106/2020 – PE 00134/2020), que foi registra por 04 (quatro) vezes [Relembre], colocando a credibilidade a empresa em xeque, por parte dos eleitores e pesquisados.

De acordo com a sentença proferida nessa sexta-feira(9), pelo senhor doutor Juiz Felipe Reis da Silva – Juiz Eleitoral da 78ª Zona Eleitoral, “Isto posto, DEFIRO O PEDIDO LIMINAR, a fim de que seja cessada a divulgação da pesquisa eleitoral PE-03920/2020, objeto da impugnação, imediatamente, até o julgamento de mérito do pleito, sob pena do previsto no art. 17 da Resolução 23.600/2019, devendo a representada, – NAIPE’S ASSESSORIA E CONSULTORIA EM MARKETING LTDA providenciar suspensão do ato questionado e informar que por determinação judicial encontra-se suspensa a divulgação da pesquisa, comunicando a toda rede de divulgação que eventualmente tenha fornecido a pesquisa ora em comento.

Fontes: Blog Total e Blog  e Blog Polo Mais Noticias.

 

 

Tecnologia do Blogger.