Desamparado pelos governos,Federal, Estaduais , Municipais e sem ainda receber o beneficio da Lei Aldir Blanc setor de eventos reage a proibição de eventos em Pernambuco

 A decisão do Governo do estado de Pernambuco  em não permitir a realização de festas, tais como , Natal, Réveillon, assim como a proibição de shows com cobrança ou  não de ingressos  em todo território Estadual a partir de amanhã  acabou colocando em cheque a sobrevivência de milhares de pessoas que  voltaram a sobreviver com a realização de eventos de grande e pequeno porte.

Desamparados  pelos governos das três esferas, Federal, Estadual e Federal, produtores de eventos, músicos e artistas  ao tomarem conhecimentos das novas medidas a serem tomadas a partir desta terça-feira (08) de Dezembro  já estão fazendo uma serie de comparações e ao mesmo tempo se perguntando  porque  antes de começar as campanhas eleitorais  o próprio governo do estado  mesmo sabendo que o contagio do novo coronavírus era um fator real, não  continuou colocando em pratica as medidas protetivas que vinha sendo tomadas antes das campanhas das eleições municipais.

Se o problema era as aglomerações, melhor   seria não deixar  acontecer nas carretas, passeatas e outros tipo de eventos que tinha por finalidade conquistar o voto do eleitor  que mesmo sabendo que o vírus estava ativo na maioria das vezes não respeitou as regras de proteção e pouco menos se distanciou de outras pessoas .

Deixando os eventos políticos correr solto durante toda a campanha, inclusive no segundo turno ,a turma do fica em casa estava lá solta, correndo atrás dos políticos,  enquanto os políticos  continuava infectando a cidade inteira porque muitos sabiam que testaram positivo e a ganância pelo poder  fez com que os infectados  escondesse a situação.

Se a decisão é política ou legal, é preciso saber para entender quem será responsável por cada morte que acontecer daqui em diante.

 Foto: Divulgação Intenet

Tecnologia do Blogger.