Em Ibimirim prefeito empossado terá pela frente o desafio de cumprir as promessas de campanha que foram dar emprego a maioria da população.

Em Ibimirim, no sertão o Moxotó o ano de 2021 ainda bem não começou  e como não poderia deixar de ser diferente  o  prefeito eleito e recém empossado , Wellington da Saúde  já começou  desagradar uma boa parte do seu eleitorado, principalmente aqueles que  votaram nele com a promessa de  ganhar um emprego e que em no  primeiro dia de trabalho do prefeito lotaram sua casa e a sede da prefeitura.

Como acontece na maioria das cidades de todo país, principalmente  na região Nordeste, onde a principal geração de empregos  vem por parte das prefeituras  com a nomeação de  vários cargos comissionados para o mais alto escalão dos governos municipais, contratos temporários  para familiares e amigos indicados, ao que já da para se prever, e que o novo gestor vai ter  que cortar a própria carne se quiser fazer um governo participativo e continuar  seguindo com o município nos trilhos,assim como encontrou.

Num áudio  que começou a circular pela cidade, onde um cidadão do próprio grupo politico afirma  que a prefeitura dispõe  apenas  de 530 vagas de empregos, e que, cerca de 3 mil currículo foram deixados  para analise na casa do prefeito, o que resultou numa acirrada competição para ver quem primeiro vai ganhar um emprego.

Sem poder fazer nada, até porque prefeitura municipal não é cabide de emprego, e o prefeito terá que cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, o  prefeito  Wellington da Saúde  terá que arrumar uma boa justificativa e expor a realidade dos fatos  batendo a real e mandando as outras 2.470 pessoas voltarem para suas casas porque não haverá emprego porque as 530 vagas já foram todas preenchidas. 

Foto, áudio  e informações enviadas por leitor colaborador

 

Tecnologia do Blogger.