Buíque restringe horários de atividades comerciais à noite e nos finais de semana

Um novo decreto (nº 023) editado pelo prefeito Arquimedes Valença (MDB), definiu novas medidas restritivas para o enfrentamento aos crescentes casos da Covid-19 no município de Buíque. Somente nos últimos dois meses, o número de vítimas fatais devido à doença cresceu mais e 70% em relação a todo o ano passado, quando começou a pandemia em março de 2020. As medidas que passam a valer a partir desta segunda-feira, 1º de março, restringem os horários de funcionamento das atividades comerciais, feiras livres, cultos religiosos, entre outros. 

Pelo decreto, ficam proibidas todas as atividades econômicas de segunda a sexta-feira das 20h às 05h e nos sábados e domingos entre 17h e 05h da manhã. 

Já o funcionamento do Mercado Público, da Feira Livre e do Açougue municipal passa a funcionar de segunda à sexta-feira das 06h às 13h e aos sábados das 06h às 15h.

As cerimônias religiosas de todo e qualquer credo só poderão ocorrer até às 18h, respeitando sempre o limite máximo de 50% de sua capacidade. Fica também proibido todo e qualquer tipo de evento durante a vigência deste decreto. 

As academias de ginásticas deverão seguir todos os protocolos definidos pelo Governo do Estado e só poderão ocupar 30% da sua capacidade.

Em relação as lotações, ônibus, vas e outros veículos de transporte de passageiros, fica proibida a entrada ou saída de qualquer veículo com este fim, lotação ou transporte alternativo, com o quantitativo superior a 50% da capacidade permitida de transporte de passageiros.

No tocante as funerárias, ficou determinado que elas não poderão realizar velórios de pacientes vítimas da Covid-19 devendo providenciar de forma imediata a cerimônia de sepultamento sem aglomerações e o cortejo só podendo ser acompanhado de carros. 

O descumprimento das medidas definidas neste novo decreto sujeita os infratores ao pagamento de multas que variam de R$ 400 a R$ 1,000, além de poderem ser interditadas. A fiscalização ficará a cargo da Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Guarda Municipal ou qualquer outro órgão público competente para este fim com autoridade para lavrar o auto de infração. 

Dois telefones ficarão à disposição da população para denúncias de aglomerações, bares funcionando fora de horário e outras irregularidades que descumpram o atual decreto. A população poderá ligar ou mandar mensagem para os telefones: 87.98122.2635 / 87.98126.9881. A partir de segunda, atendentes vão estar prontos para receber as denúncias da população. 

A Prefeitura também irá acionar o Ministério Público de Pernambuco e a Polícia Militar para dar apoio e cumprimento as novas medidas com uma fiscalização intensa.

 

Tecnologia do Blogger.