Em Buíque autoridades anunciam novas ações vão combater o aumento crescente de casos de Covid-19

O quadro crescente de casos confirmados da Covid-19 e de mortes causadas pelo novo coronavírus no município de Buíque, foi a pauta de um encontro do comitê de enfrentamento a pandemia realizado na manhã desta quinta-feira (25), no Sindicato dos Servidores Municipais. Segundo a coordenadora de Epidemiologia, Keila Tavares, somente em fevereiro foram registradas 7 mortes pela Covid contra 12 durante todo o ano de 2020. 

A reunião, coordenada pelo prefeito do município, Arquimedes Valença; e pela Secretária de Saúde, Janice Rodrigues, contou com representantes de diversas secretarias, além dos secretários Aldy Régis (Agricultura), Roberto Modesto (Governo) e Anderson Felipe (Controlador); representantes da Guarda Municipal, Defesa Civil, Atenção Básica, Epidemiologia e do Programa Nacional de Vacinação no município. 

Pelos dados epidemiológicos apresentados, entre março e dezembro de 2020, primeiro ano da pandemia, foram notificadas 12 vítimas fatais devido a Covid-19. Até ontem, dia 25, esse número já chega a 21 casos, com 09 mortes registradas em menos de dois meses. Em relação as pessoas infectadas, somente este mês já foram registrados 264 casos novos no município. 

Durante o encontro, a diretora do Hospital Municipal Maria Deci Macedo Valença, Rudlânia Torres, alertou para o fato da unidade de saúde está com superlotação de pessoas infectadas pela Covid-19. O hospital que tinha reservado 06 leitos para pacientes do novo coronavírus, teve que abrir mais 08 leitos de outras enfermarias para atendimento exclusivo desses pacientes. Segundo ela, nos últimos dias vem chegando cada vez mais pacientes com grandes probabilidades de gravidade. 

Durante o encontro ficou definido que nesta sexta-feira (26) o prefeito do município deverá editar um novo decreto impondo mais restrições a mobilidade e aglomerações em todo o município, cidade e zona rural. 

O documento deverá definir alguns horários de maiores restrições, inclusive com o fechamento de estabelecimentos comerciais no horário noturno, particularmente bares e restaurantes, entre outros. A fiscalização também será reforçada para coibir eventos e aglomerações, inclusive com aplicação de multas e até interdição dos locais que transgredirem a lei. 

Para o prefeito Arquimedes Valença “a situação é delicada e é preciso que as pessoas entendam que a Saúde de nenhum município, inclusive Buíque, está preparado para uma explosão de casos; por isso, é preciso respeitar o distanciamento social, o uso da máscara e evitar as aglomerações. Se cada um não fizer sua parte, todos saem perdendo. Vamos intensificar a fiscalização, promover ações, orientações e reforçar o combate a esse vírus que vem tirando a vida de pessoas queridas”, afirmou.

 

Tecnologia do Blogger.