Buíque: Enquanto o comercio continua de portas fechadas, população se aglomeram nas filas de bancos e lotéricas

Enquanto empresários e comerciantes estão de portas fechadas impedidos de abrir seu comercio porque está no grupo de serviços não essências, em Buíque no agreste do estado, de segunda-a sexta feira basta as instituições financeiras, como por exemplo, bancos, lotéricas, e correspondentes bancários abrirem suas portas que já encontram pela frente filas quilométricas de pessoas que estão indo em busca de seus serviços.

Se de um lado, as autoridades sanitárias do município estão 24 horas no ar no cumprimento de suas funções as quais são lhes atribuídas, as medidas impostas pelo governo do estado por enquanto não estão surtindo nem um efeito, para se comprovar tudo isto, basta ir aos supermercados e feiras livres que poderá se comprovar que enquanto uns ganha, outros estão perdendo .

Sem alternativa para sobreviver, para muitos o jeito está sendo abrir seu comercio em  meia porta, mesmo que essa pratica não tenha sido recomendada  no texto do ultimo Decreto baixado pelo governador do estado e seguido ao ´pé da letra pela gestão municipal.

Apesar da pandemia, de sua gravidade e risco de contaminação, basta circular pelas ruas e avenidas para perceber , que nem tudo está perdido, isso porque 95% da população adotaram a mascara como forma de se proteger, o que já não é mais novidade porque Buíque  na fase , teoricamente a mais restritiva estratégia de combate à covid-19, o índice de isolamento social na cidade continua na média  de muitas cidades do interior, do próprio Estado e do recomendado para o controle do avanço da doença.

 

Tecnologia do Blogger.