Cansados de esperar pelo Poder Publico Municipal da cidade da Pedra, moradores da comunidade Gia arregaçam as mangas e promovem rifa para construção por conta própria de uma passagem molhada no riacho bamburzinho


Cansados de esperar pelo Poder Publico Municipal da cidade da Pedra, que por mais de 30 anos entra  prefeito e sai prefeito e o descaso com os moradores da comunidade do sitio Gia , localizada a aproximadamente 5,5 quilômetros do centro da cidade da Pedra, numa iniciativa inédita dos próprios moradores  que através de um grupo formado por alguns proprietários de terrenos, através de cotas participavas   já acumularam  um saldo em caixa complementar os valores da  construção de uma passagem molhada no riacho bamburzinho  num trecho da estrada vicinal que dar acesso aquela comunidade .

Sem esperanças que o pleito seja atendido pela gestão municipal, isso porque as promessas  de construir a passagem molhada se repetem  a cada quatros anos a cada vez que os políticos vão atrás de votos, como já estão cansados de esperar  e nada é feito, o mesmo grupo  de moradores que está a frente das  arrecadações de valores  não tiveram outra alternativa a não ser fazer o lançamento de uma rifa de vários animais doados, entre eles uma égua  onde os valores arrecadados com as vendas dos bilhetes somarão ao valor que já existe em caixa, somente assim a obra que por dever seria executada pela prefeitura da Pedra, através de sua secretaria de obras , executado com recursos dos próprios moradores.

De acordo com relatos de um morador que por sinal está doando um animal de estimação para ajudar na construção, a iniciativa surgiu devido o transtorno que os moradores daquela comunidade  não estão mais acreditando em promessas de seus políticos, que não tiram as promessas do papel , enquanto isso nos períodos de chuva torna-se impossível  passar de veiculo ou moto  pelo  riacho bamburzinho local que será construído a passagem molhada,e que por décadas  vem tirando o sono daqueles que precisam  ir e vir da comunidade da Gia para a cidade da Pedra e vice versa.

Tecnologia do Blogger.