Bruno Covas, prefeito de São Paulo, piora e tem quadro irreversível, diz boletim

São Paulo: O quadro de saúde do prefeito Bruno Covas (PSDB) piorou, hoje, e o quadro dele é considerado irreversível, anunciou boletim médico.

Segundo o boletim, Covas vem "recebendo medicamentos analgésicos e sedativos". "O quadro clínico é considerado irreversível pela equipe médica", diz o boletim.

Ele está internado no Hospital Sírio-Libanês, onde faz tratamento contra um câncer na região do estômago, desde 2 de maio. Segundo o comunicado, Covas está no quarto acompanhado de seus familiares.

Antes, ele havia ficado internado por 12 dias em abril, quando exames constataram que os tumores, originados no trato digestivo, haviam se alastrado para o fígado e também para os ossos. Teve alta no dia 27 de abril, mas voltou a ser internado no começo deste mês.

Covas está em tratamento de um câncer que se originou na cárdia e depois afetou também o fígado. Ele iniciou o tratamento em 2019 e vinha evitando, desde então, afastar-se de suas funções na prefeitura, limitando suas licenças médicas.

Em 2 de maio, o prefeito decidiu se licenciar por 30 dias do comando da Prefeitura de São Paulo. Neste período, o vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), chefiará o Executivo.

 

Tecnologia do Blogger.