Com implantação de um polo, e uma força tarefa montada envolvendo todos os profissionais da área de saúde, Buíque aplica mais de 1.840 doses de vacinas no dia de mobilização

O sábado (19) de Buíque amanheceu frio, nublado, mas carregado de esperança para centenas de idosos e populares que sonhavam com a aquela picada da agulha no braço com a dose da vacina contra a Covid-19. O Dia de Mobilização de Vacinação promovido pela prefeitura, através da Secretaria de Saúde, trouxe aos olhos de 1.842 buiquenses a alegria de que novos dias virão. Esse foi o público imunizado durante todo esse sábado nas UBSs e na Central de Vacinação instalada no Pátio de Eventos. 

A movimentação nas 11 Unidades Básicas de Saúde começou logo cedo, às 08h, para imunizar os idosos de 60 anos a mais que aguardavam tomar a segunda dose da Coronavac. Além das UBS, a Secretaria de Saúde também usou a Escola Municipal Engenheiro Klaysson para imunizar os idosos atendidos pela UBS da Vila do Posto I. Dos mais de 1.100 idosos previstos para tomar a segunda dose, pelo menos 890 completaram seu esquema vacinal neste sábado. Para a Secretária de Saúde, Janice Rodrigues, um grande alívio. 

“Graças a Deus conseguimos hoje completar a vacinação contra a Covid-19 de mais de 75% dos idosos que aguardavam a segunda dose e esperamos no começo da semana por fim o déficit que tínhamos devido ao atraso da vacina provocado pelo Governo Federal. Pra completar, iniciamos nova faixa etária na central de vacinação que montamos e que vai permanecer pelas próximas semanas”, afirmou.

Na Central de Vacinação, quase mil pessoas (952) com idade de 40 anos a mais foram imunizadas desde as primeiras horas da manhã até o final da tarde com doses da vacina da AstraZeneca. O local, com estrutura coberta permanecerá por pelo menos 30 dias e o total de vacinados neste primeiro dia representou 50% do público esperado. Segundo Michelle Novaes, coordenadora do Programa Nacional de Imunização – PNI de Buíque, o local servirá pra desafogar as unidades de saúde. 

“Montamos uma estrutura com todas as necessidades, desde computadores a locais exclusivos para a vacinação para que, dessa forma, possamos desafogar as unidades básicas de saúde que voltarão aos seus atendimentos normais e as demais comorbidades. Outro fator importante desse novo polo é que agora, com o avanço das faixas etárias, vamos ter cada vez mais pessoas para serem imunizadas”, finalizou Michelle.

 Fonte: Ascom

Tecnologia do Blogger.