Após tomar conhecimento do desaparecimento de um pai e um filho que saíram para fazer tratamento em Garanhuns, secretario de governo de itaíba mobiliza equipe e localiza pai e filho que estavam a oito dias sem dar noticias a família

Bastou tomar conhecimento através de uma matéria postada pelo Colunista e  Blogueiro Adauto Nilo em seu portal de notícias, o Girosocialb,  informando  desaparecimento de um pai e um filho que tinha saídos da zona rural, para fazer uma hemodiálise em Garanhuns no agreste do estado e estava desaparecido a sete dias sem a família saber de notícias, que o Secretario de Governo do município de Itaíba , Wheberson de Lima Alves( Meu Vei) montou uma força tarefa envolvendo profissionais da saúde e também da Ação Social para localizar o paradeiro dos mesmos..

Atendendo ao pedido e preocupados com o que teria acontecido com o pai e o filho, vários servidores, entre eles o próprio meu Vei, deram início a uma corrida contra o tempo em busca de informações, haja  visto que o  paciente Adeval Paulino Cavalcanti  faz hemodiálise, e seu filho, Lindovânio Cavalcanti, além de ter ido como acompanhante do pai, não portava aparelho de celular para dar notícias a família.

Após  o contado com o Hospital Perpetuo Socorro, de onde o paciente acabou sendo encaminhado para o  Hospital Dom Moura, para onde os filhos do paciente recorreram em busca de informações, mas foram avisados que o pai tinha dado entrada, mas não tinha registros de sua saída, após a noticia do desaparecimento  se espalhar mundo afora, e a população tomar conhecimento do caso, três horas após a postagem, através de novas ligações feitas, a direção do Dom Moura conseguiu localizar um ofício de transferência do Idoso para o Hospital do Agreste em Caruaru, também no agreste do estado.   

Em pleno século XXI, onde todo sistema de informações de pacientes são informatizados, e a troca de informação entre os hospitais podem ser feitas em tempo real,  se torna inadmissível, seja qual for a unidade de saúde não ter cuidado com os registros de seus pacientes, e muito menos com a   família  de  que passa sete dias buscando saber o que aconteceu..

  

 

Tecnologia do Blogger.